Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Tens a loucura que a manhã ainda te traz

Este blog resume-se, basicamente, aos meus devaneios mentais.

Tens a loucura que a manhã ainda te traz

Este blog resume-se, basicamente, aos meus devaneios mentais.

12
Jun12

Eu e a minha árdua preparação para os exames

Catarina Watson.


Shower 2

Not sunday

 

Ora isto sou eu a terminar o meu dia, depois de passar uma tarde a vegetar entre cama/sofá/tv acompanhada de gelado. Nem coragem tive para me vestir e ir pelo menos uma hora até à biblioteca porque, por aqui, concentração anda dificil.

Agora sim, começo a pensar realmente que vou ter exames e que talvez fosse boa ideia começar a deixar a preguiça de lado.

 

 

11
Jun12

Espigar um bocadinho

Catarina Watson.

Ainda há pouco andava pelo nosso tão querido facebook, quando dei de caras com um "um dia de felicidade que consigo. tinham de ser os meus pais a acabar com ela" (com uma data de erros pelo meio - mas isso, por aqueles lados, é o «pão nosso de cada dia»), de uma miúda aí com os seus 12 anos.

Imediatamente, começaram a nascer "estados", de pessoas muito mais velhas- cuja idade deveria ser sinonimo de sensatez- em jeito de resposta, do tipo " muitos nem pais têm, devias saber dar valor".

OK, ok. Vamos por partes: apartir do momento em que aceito meros "conhecidos", sujeito-me a deparar-me com estados destes, adolescentes que se revoltam contra o Mundo, amigas que se amam muito, namoros cuja eternidade corresponde a 5 dias. Sim, de facto, a culpa é minha, porque aceito tais personagens.

Mas, sinceramente, o que me incomoda mais nem são essas manifestações "sentimentais" de adolescente, não. O que me incomoda profundamente, é ver que adultos ou pessoas significativamente mais velhas atribuem tamanha importância a tais coisas, ao ponto de se manifestarem perante amigos e desconhecidos.

Poderia falar aqui dos "adultos" cada vez mais precoces; Poderia falar na exposição exagerada de algumas crianças; Poderia falar de muita coisa, realmente.

No entanto, o que eu fiquei a matutar foi que - claro que devemos valorizar aquilo que temos e ter o discernimento de analisar aquilo que merece, ou não, a nossa apreciação - mas por favor, cada qual como cada qual.

Afinal de contas- com algumas mudanças devido à era tecnológica em que nos enquadramos- a adolescência sempre se caracterizou por manifestações de rebelia, intensa energia, vontade de viver, pela efemeridade de sentimentos; apenas se passou a servir de meios diferentes para os expressar.

Daí a minha dúvida persistente: Para quê valorizarem isto? São adolescentes, oh santo deus.

10
Jun12

Diariozinho, praia e etc.

Catarina Watson.

De regresso de terras Algarvias!

Comigo, além de horários trocados  e de malas à espera de serem "arrumadas", trago um belo de um escaldão  ( e eu fartei-me de pôr protector, seriously).

Depois de 3 semanas a afeiçoar-me a uma tala no dedo, amanhã espero bem poder tirá-la, de vez - porque, digamos, andar com um saco de plástico na mão na praia, não é, de todo, muito agradável.

 

( Momento fail da noite de ontem: estava eu muito descontraidamente numa gelataria, a ver um sujeito a limpar a máquina dos gelados, e uma amiga minha repara num cartaz, que estava na parede, com a figura do Zé Camarinha e diz: "Eish, tinhamos mesmo de vir aqui, com tanto sítio para comer gelado, nesta rua? Não gosto nada deste tipo".

Qual não é o nosso espanto, quando o sujeito que estava a limpar a máquina dos gelados se vira, para nos atender, e surge-nos o próprio do zé camarinha à nossa frente. 

Escusado será dizer que, depois de ter pronunciado aquelas palavras, a minha amiga amiga não teve coragem de dizer mais nada, e quem ganhou um gelado fui eu :b)

01
Jun12

Weather, tem lá calminha contigo

Catarina Watson.

Não é novidade para ninguém que hoje tem estado um calor insuportável. 

Eu até nem costumo lidar mal com variações bruscas de temperatura e etc., mas este calor, hoje, está-me a dar uma vontade de emigrar para o U.K. e de só cá voltar daqui por uns 3 meses, no mínimo.

De ano para ano, o Inverno tem vindo a tomar o lugar do Verão (e vice-versa) e as ondas de calor são cada vez mais intensas.

Mas é bem feita. Afinal, também temos umas quantas "culpas no cartório". Não preferimos andar de carro? Não deixamos as luzes, t.v., pc's  ligados por esquecimento (ou simplesmente por desleixo)? Então pronto, a factura está a chegar. 

 

Até lá alguém que me traga a praia para porta de casa, sff.

535871_417680708271949_100000900692901_1260117_804873936_n_large

Pág. 2/2