Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Tens a loucura que a manhã ainda te traz

Este blog resume-se, basicamente, aos meus devaneios mentais.

Tens a loucura que a manhã ainda te traz

Este blog resume-se, basicamente, aos meus devaneios mentais.

17
Set12

olha que giro, são pessoas.

Catarina Watson.

Querem começar, mas não sabem como. Estão a ver? Pois. 

Sentes-te observado, passam por ti sem dizer "adeus", mas olham para trás, mal viras costas.

Ou então não. Podes estar rodeado de gente, mas tão, tão, tão vazio.

Ao teu lado está alguém exactamente assim, e tu não sabes. Pode estar bem perto de ti, na tua rua, até.

Gritas e deixas a raiva tomar conta de ti, mas não choras. Porque ele ensinou-te que as lágrimas não se oferecem ao mundo assim, de mão beijada.

Algum tempo depois ris descontroladamente. Irónico, simplesmente irónico. 

"Ai as pessoas desiludem-me". Pois desiludem, querida. E não são poucas. Tu também desiludiste alguém, podes não saber. Eu também, deixa.

Andamos todos no mesmo barco, à procura de um porto que não sabemos muito bem qual é. Por enquanto chega-nos olhar para o vizinho do lado e ver como ele vai suportando a maré. O que importa é ir suportando, sabes. Qualquer dia fartas-te, fartas-te desse impasse, de esperar por alguém que perceba as tuas entrelinhas, e abandonas o barco de vez.