Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tens a loucura que a manhã ainda te traz

Este blog resume-se, basicamente, aos meus devaneios mentais.

Tens a loucura que a manhã ainda te traz

Este blog resume-se, basicamente, aos meus devaneios mentais.

30
Dez12

Um-dó-li-tá

Catarina Watson.

O relógio marca Seis horas. Seis horas disfarçadas pelo precoce anoitecer de inverno. A cidade começa a iluminar-se, aos poucos, entregando-se à pressa rotineira daquelas sombras que por ali passam.

Eu encho o peito de tranquilidade e sinto-me - mais do que nunca - minha. Vêm pedir-me dinheiro, mas viro a cara e continuo. Percorremos a avenida de uma ponta, à outra.

Na minha cabeça ecoam palavras perdidas, que não são minhas, nem para mim. Quero agarrar aquele momento, quero sentir-me assim, como há muito não sentia.

Entrego-me, deixo-me ir.

Regresso. Comigo trago apenas as memórias.

E tudo volta inevitavelmente ao que era.

 

10020_10151369359421605_1568768791_n_large

4 comentários

Comentar post