Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Tens a loucura que a manhã ainda te traz

Este blog resume-se, basicamente, aos meus devaneios mentais.

Tens a loucura que a manhã ainda te traz

Este blog resume-se, basicamente, aos meus devaneios mentais.

20
Abr14

bang bang, como alguém dizia

Catarina Watson.

Existe muita coisa que te confronta nos intersticios da vida. Que te belisca, esbofeteia, queima, que te impede de avançar. Belisca-te, mas tu finges que nem notas e continuas em frente. Esbofeteia-te de um lado e tu encaras o mundo com o outro. Queima-te, onde quer que seja, mas tu rapidamente consegues camuflar com qualquer coisa, como sempre fazes com a tua tão habitual pericia em contornar as vicicitudes da vida.

O meu medo é que essa força que te continua a puxar para a frente desapareça. Ninguém nota, às vezes nem mesmo tu. Só quando páras e, passado algum tempo notas que não saiste do mesmo sitio é que te apercebes que algo não está bem. Mais ninguém nota, além de ti, mas também mais ninguém precisa de saber.

Untitled