Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Tens a loucura que a manhã ainda te traz

Este blog resume-se, basicamente, aos meus devaneios mentais.

Tens a loucura que a manhã ainda te traz

Este blog resume-se, basicamente, aos meus devaneios mentais.

19
Jul16

Das artes e do amor

Catarina Watson.

Finalmente chegou o dia das despedidas. Despedidas e não só. Aliás, "despedidas" para alguns, "fim" para outros, e "início" para outros tantos. Para mim, particularmente, foi um "lembrete" de que, mais dia, menos dia, estarei a ir-me embora para um qualquer lugar que ainda nem sonho, que serei eu a despedir-me, a findar e a iniciar outras etapas da minha vida.

Digo "lembrete", porque serviu como um aviso de que a vida decorre muito mais rápido do que aquilo que imaginamos e quase que sem nos darmos conta.

E é assim, enquanto abrimos e fechamos os nossos olhos, enquanto respiramos, enquanto traçamos o nosso trilho, que nos aproximamos do momento em que somos apenas nós para alguém. O momento em que cuidamos, com todo o nosso amor, disponibilidade, rigôr e empatia, tal como havíamos feito anteriormente, só que com a responsabilidade de abarcar tudo isso para a nossa conduta diária, futura, para sempre.

Deixamos de ser estudantes, passamos a ser enfermeiros. Digo antes Enfermeiros. E tal como alguém me disse "nunca te esqueças que o mais importante não é o reconhecimento dos outros, nem distinções, pois a maior prova de gratidão que poderás receber é o sorriso das pessoas que cuidas, a vida que promoves e a morte que embalas e dignificas."

E, tal como me disseram, farei de tudo para nunca me esquecer disto. Para não me tornar enfermeira, e batalhar sempre por e com Enfermeiros.

Talvez assim me torne um desses «anjos sem asas», e que faça a diferença num local onde predomina a frieza e o alheamento para com o sofrimento do próximo.

Já dizia a Florence que "A Enfermagem é uma arte e para realizá-la como tal requer uma devoção tão exclusiva, um preparo tão rigoroso, quanto à obra de qualquer pintor ou escultor, pois o que é tratar da tela morta ou do frio mármore comparado ao tratar do corpo vivo, o templo do espírito de Deus? É uma das artes, poder-se-ia dizer, a mais bela das artes!"

E eu concordo.

summer, sunglasses, and sky image

1 comentário

Comentar post